invista em startups
Captação Ideal Engenharia
Captação Ossopim
Tecnologia

Big Data: o que é, como funciona e como usar a favor da minha empresa?

O Big Data é uma ferramenta que surgiu no contexto da Era da Informação, com o propósito de permitir às organizações, por meio do uso de dados, uma maior habilidade em tomar decisões acertadas e definir

13/03/2020 07h09
Por: Leonardo Brum
Fonte: Administradores
185

Conhecer mais sobre as novas tecnologias do mercado de negócios é um passo importante para se destacar em meio aos concorrentes. Hoje em dia, uma tecnologia que é muito buscada por empresários é o Big Data, que consiste em um termo para designar dados estruturados e não estruturados que são usados para obter insights relevantes e decisões mais acertadas. O resultado de uma empresa com Big Data, geralmente, é uma companhia mais competitiva, que está acompanhando as tendências do mercado e tem a capacidade de prever comportamentos de compra com o uso de informações a seu favor.

De modo mais detalhado, o Big Data é uma ferramenta que surgiu no contexto da Era da Informação, com o propósito de permitir às organizações, por meio do uso desses dados, uma maior habilidade em tomar decisões acertadas e definir, assim, o melhor caminho para seguir, além de possibilitar uma avaliação das mudanças proporcionadas pela transformação digital, as quais podem trazer muitos benefícios ao negócio. Na prática, a coleta e armazenamento de informações para uso específico é antiga, porém, recentemente, a partir dos anos 2000, foi estruturada na abordagem dos 3Vs, ou seja, volume, velocidade e variedade.

Primeiramente, o volume consiste na grande quantidade de dados capturados por diversas fontes, como redes sociais, informações de sensores e máquinas, transações financeiras, entre outras; essa captação pode acontecer tanto dentro quanto fora da companhia. A velocidade, por conseguinte, diz respeito à rapidez com a qual os dados são transmitidos e avaliados, já que, apesar da complexidade e variedade, seu processamento precisa ser ágil para que as informações sejam usadas em tempo real e forneçam a ajuda necessária para as tomadas de decisão dos gestores. Já a variedade está relacionada ao formato da geração da informação, podendo ser estruturada, como dados numéricos, ou não estruturada, que é o caso de documentos de vídeo, texto, áudio, cotações de bola, operações financeiras e outras.

Atualmente, o volume de dados gerados por uma empresa é visível e ignorar o Big Data para aproveitamento dessas informações pode ser um erro grave para o negócio. Uma análise dos dados de uma organização pode encontrar respostas que auxiliem gestores a obterem uma redução de custos, economia de tempo, desenvolvimento de produtos, otimização de ofertas e otimização das tomadas de decisão, ou seja, o intuito é identificar falhas, defeitos e problemas que estão ocorrendo em tempo real, criar promoções a partir de hábitos de compra do cliente, detectar determinados comportamentos fraudulentos antes que eles prejudiquem os processos da companhia e recalcular carteiras de risco.

Diante disso, o que permite que o Big Data seja aplicado na empresa é a ferramenta chamada Big Data Analytics, a qual permite extrair, organizar, tratar e entender dados para, posteriormente, transformá-lo em uma informação útil para o negócio. Esses dados podem ser obtidos de pesquisas feitas no Google; redes sociais; setores de Recursos Humanos, financeiro, produção; e dispositivos conectados à internet, como smartphones, TVs, carros, entre outros. A aplicação do Big Data, então, depende da realidade da organização e de como ela coleta e filtra seus dados.

Vários setores de uma organização podem ter um melhor desempenho se aliado ao uso do Big Data. Uma área que pode se beneficiar muito da aplicação do Big Data é a de marketing, já que é importante, para ela, identificar o comportamento do consumidor para criar estratégias de venda mais acertadas. Nesse caso, o Big Data pode ser utilizado, por exemplo, para descobrir uma preferência regional ou nacional para determinado produto. Outra área que consegue ter vantagens com o uso de Big Data é a de controle e qualidade, já que ela consegue, pela análise de informações, obter respostas sobre defeitos de mercadorias, rendimentos de primeira passagem, taxas de preenchimento e outras.

Com isso, é essencial que as empresas tenham conhecimento sobre a tecnologia do Big Data e como ela pode ser útil para auxiliar não só na coleta de informações pertinentes para o negócio, mas também no uso correto disso, a fim de que as respostas obtidas possam ser utilizadas para entregar um melhor desempenho para a companhia. Assim, além da organização se beneficiar com ganhos internos, ela consegue se destacar por ter em seus processos uma tecnologia atual que lhe entrega vantagem competitiva.