invista em startups
Captação Ossopim
Captação Ideal Engenharia
Pós Pandemia

Concentração de empresas em grandes metrópoles deve diminuir, diz ex-CEO do Google

Eric Schmidt acredita ser possível que a sociedade de forma geral continue adotando algumas medidas de distanciamento social

13/05/2020 06h17
Por: Leonardo Brum
Fonte: Infomoney
256
Eric Schmidt
Eric Schmidt

 

É impossível dizer ao certo quando a crise do novo coronavírus vai acabar ou como será a reorganização da sociedade em um mundo pós-pandemia, porém alguns nomes já começam a pensar em possíveis tendencias. Enquanto se debate se o home office será permanente e como serão os escritórios do futuro, Eric Schmidt, ex-CEO do Google, tem algumas opiniões sobre a questão.

Schmidt, que comandou a gigante de tecnologia entre 2001 e 2011, acredita que a procura por espaço para escritórios maiores deverá aumentar e que a sociedade começará a rever a necessidade de manter uma densidade tão alta de empresas nas grandes metrópoles.

“Teremos que pensar em sistemas diferentes, em que pessoas não precisem se deslocar para regiões distantes, já que ninguém quer ficar por muito tempo em transportes públicos”, disse em entrevista à CBS.

Na opinião do bilionário, é possível que a sociedade de forma geral continue adotando algumas medidas de distanciamento social depois de controlada a doença, até mesmo em ambientes e espaços comuns.

“Meu palpite é que teremos mais demanda por espaço para escritórios, e não menos, porque as pessoas vão querer estar um pouco mais distantes umas das outras”, disse Schmidt.

Além disso, acredita que a densidade das megacidades globais deve mudar drasticamente à medida que as empresas e funcionários entendem o poder da internet para que diferente regiões e localidades possam se conectar.

“Imagine que haja três ou quatro pessoas: uma vai para o escritório, outra fica em casa, alguns vão para um ambiente de trabalho local ou próximo à cidade, mudando o padrão de deslocamento e até mesmo habitação”, explica.

“Tivemos uma situação em que as pessoas se mudam para as super-cidades dessas maneiras incrivelmente concentradas. Isso mudará nos próximos anos. Você não precisa estar na super-cidade para participar da empolgação dessas super-cidades”, conclui Schmidt.