Captação Ossopim
invista em startups
Captação Ideal Engenharia
KJ

Em resposta a reportagem da Forbes, Kylie Jenner diz que nunca “tentou mentir”

Kylie respondeu rapidamente no Twitter, negando que tivesse deturpado as finanças de sua empresa

19/06/2020 06h58
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
289
Kylie respondeu rapidamente no Twitter, negando que tivesse deturpado as finanças de sua empresa
Kylie respondeu rapidamente no Twitter, negando que tivesse deturpado as finanças de sua empresa

 

A revelação da Forbes de que empresária do ramo de cosméticos de 22 anos Kylie Jenner havia exagerado sua riqueza nos documentos fiscais que forneceu à Forbes –com novos cálculos mostrando que ela não é bilionária— provocou uma resposta impetuosa dela.

A Forbes –que havia nomeado Kylie como bilionária self-made mais jovem do mundo– divulgou suas descobertas ontem (29) após uma investigação de um mês sobre as finanças dela.

Os registros públicos da Coty, que adquiriu uma participação de 51% na Kylie Cosmetics no início deste ano, revelaram que os negócios de Kylie eram significativamente menores e menos lucrativos do que ela havia levado a Forbes a acreditar.

Kylie respondeu rapidamente no Twitter, negando que tivesse deturpado as finanças de sua empresa: “Nunca pedi nenhum título ou tentei mentir minhas conquistas. NUNCA. Ponto final”, ela escreveu.

Ela minimizou a reportagem, escrevendo: “Eu posso citar uma lista de 100 coisas mais importantes agora”, depois de críticas dos fãs sobre seus tuítes defensivos.

Outros apontaram que, com o novo valor calculado de US$ 900 milhões –“Mudança besta”, brincou a “Vulture”– Kylie ainda estava muito bem financeiramente.

“A acusação da Forbes de que Kylie apresentou ‘declarações fiscais falsas’ é inequivocamente mentira e estamos exigindo que a Forbes se retrate imediatamente e publicamente sobre essa e outras declarações”, disse o advogado de Kylie, Michael Kump, à “People” em um comunicado.

A Forbes respondeu aos comentários de Kylie com esta declaração do diretor de comunicações, Matt Hutchison: “A investigação amplamente divulgada hoje foi desencadeada por documentos recentes que revelavam discrepâncias flagrantes entre informações fornecidas privadamente a jornalistas e informações fornecidas publicamente a acionistas. Nossos repórteres descobriram as imprecisões e passaram meses apurando os fatos. Incentivamos o advogado a reler o artigo.”

Em novembro de 2019, Jenner anunciou que venderia 51% da Kylie Cosmetics, a marca de maquiagem que ela fundou e construiu via Instagram e mídia social, para a gigante da beleza Coty. O acordo avaliou a Kylie Cosmetics em quase US$ 1,2 bilhão e parecia apoiar os cálculos da Forbes de que ela era bilionária. Mas os registros públicos da Coty desde então revelaram discrepâncias entre o desempenho real da empresa e o que os Jenners haviam compartilhado anteriormente com a Forbes e outras publicações. Os registros da Coty mostraram que a empresa gerou US$ 125 milhões em vendas em 2018, por exemplo, apesar de a família Jenner ter levado a Forbes a acreditar que havia gerado US$ 360 milhões. Seus negócios também provavelmente valem menos do que em novembro, quando a Coty concordou em pagar o que analistas do mercado financeiro acham que era um preço alto por sua participação de 51%, antes da crise do coronavírus dizimar as ações dos segmentos de beleza e varejo.