invista em startups
Captação Ideal Engenharia
Captação Ossopim
Dívida

Argentina diz que não aceitará nova proposta de credores

Os dois lados correm para chegar a um acordo antes do prazo de 4 de agosto, procurando evitar um impasse legal e prolongado depois que a Argentina, atingida pela recessão, entrou em default em maio.

21/07/2020 07h37
Por: Leonardo Brum
Fonte: Reuters
304
Presidente da Argentina Alberto Fernández
Presidente da Argentina Alberto Fernández

 

O governo da Argentina disse nesta segunda-feira que não pode aceitar uma contraproposta conjunta dos três principais grupos de credores do país para reestruturar cerca de 65 bilhões de dólares de dívida externa, dizendo que o acordo só traria mais sofrimento para os argentinos.

Os dois lados correm para chegar a um acordo antes do prazo de 4 de agosto, procurando evitar um impasse legal e prolongado depois que a Argentina, atingida pela recessão, entrou em default em maio.

"Aceitar o que alguns credores pedem significaria sujeitar a sociedade argentina a mais angústia", disse o ministro da Economia, Martin Guzman, em comunicado em resposta à oferta dos credores nesta segunda-feira. "Isso implicaria, por exemplo, o ajuste de aposentadorias, e não o faremos."

(Reportagem de Adam Jourdan)