Captação Ideal Engenharia
invista em startups
Carreira

Por que cuidar da saúde mental é fundamental em tempos de crise

Cristina Palmaka, é uma das líderes mais inovadoras em questão de saúde mental

11/08/2020 07h11
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
332
Cristina Palmaka, é uma das líderes mais inovadoras em questão de saúde mental
Cristina Palmaka, é uma das líderes mais inovadoras em questão de saúde mental

 

Há mais de um ano e meio, a empresa alemã de software SAP promove uma campanha de saúde mental, que acabou sendo fundamental para o momento atual. Segundo a presidente da empresa para América Latina e Caribe, Cristina Palmaka, essa é uma das muitas ideias inovadoras da companhia no que diz respeito à liderança. Em live no canal do Instagram da Forbes, a executiva, que esteve três vezes nas listas de mulheres mais poderosas do Brasil da revista (2015, 2016 e 2017), falou sobre sua carreira e impactos da pandemia no trabalho.

“Começamos com os líderes, para que eles preparassem seus times mentalmente. Isso foi uns meses antes da pandemia, então, quando aconteceu, estávamos mais bem preparados”, conta ela sobre o programa Mental Health Matters, que já era visto como essencial pela SAP antes da crise do coronavírus e acabou sendo mais importante à medida que a crise se espalhou mundialmente.

Para ela, essa é uma situação sem precedentes inclusive para quem lidera. “Ninguém nunca passou por isso. Vários líderes já passaram por crises de todo o tipo, mas essa é muito diferente, pois envolve a parte humana e a saúde”, diz. “O isolamento traz outras consequências, precisamos agora de preparações físicas e mentais e tentar focar na pouca comunicação que podemos ter uns com os outros.”

Tentando se manter à frente e observando a tendência dos outros países, a SAP tomou medidas que Cristina considerou rápidas e eficientes, estabelecendo o “anywhere office” (um home office em qualquer lugar) já em meados de março. “Assim que saiu nosso anúncio trimestral de resultados e percebemos os impactos futuros, já fizemos um compromisso de manter o emprego das pessoas e assinamos o manifesto #nãodemita”, afirma. “Essa é a minha melhor contribuição, cuidar de nossos clientes cuidando de nossos colaboradores.”

Palmaka conta uma grande preocupação era com a incerteza. Mesmo a empresa sendo mestre em encontrar caminhos e soluções por meio de técnicas e estratégias inovadoras, a melhor estratégia, de acordo com a presidente, era o olhar tudo com calma, tranquilidade, transparência, honestidade e vulnerabilidade. “Não temos todas as respostas, estamos juntos, tentando. Estou disponível sempre, com muita empatia para conversar com todos”, afirma. “Pensamos primeiro na infraestrutura das pessoas, se todos tinham os equipamentos necessários para trabalhar, e o emocional também, passamos a focar na saúde mental”, pontua.

Além de ser pioneira na saúde mental, a SAP também tem um trabalho louvável em diversidade, com certificação mundial de inclusão de mulheres e pessoas LGBTQI+ em cargos de todos os tipos. “Isso tem de ser genuíno. A gente faz isso e vive isso. Não são só metas e números, é o nossos DNA”. Cristina também conta que o mais novo foco da empresa é a inclusão racial, “Estamos discutindo bastante, aprendendo mais e criando oportunidades para encontrar as pessoas.”

A executiva, que também figurou nas listas de CEOs mais bem-sucedidos do Brasil da Forbes em 2017 e 2019, tem passagens por empresas Philips, HQ e Microsoft. Na SAP, está desde 2013. “Parece uma vida, mas também parece que foi ontem”, ela confessa.

Para quem quer uma dica da presidente que se preocupa com saúde mental, Cristina diz que sua outra grande paixão, a corrida, pode ajudar. “Nunca gostei de correr, mas fui gostando e aprendi que nada supera a sensação que vem depois da dor de correr. O exercício auxilia a executiva a se manter centrada, assim como a meditação. “Eu odiava meditar, mas é agora ou nunca, precisamos todos de empatia e paciência”, finaliza.