invista em startups
Captação Ideal Engenharia
Carreira

“Um bom líder é um aglutinador de interesses”, diz Fabio Faccio, da Renner

Diretor-presidente da rede varejista de moda conta como chegou à liderança e fala sobre os desafios da carreira

15/09/2020 06h57
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
300
Diretor-presidente da rede varejista de moda conta como chegou à liderança e fala sobre os desafios da carreira
Diretor-presidente da rede varejista de moda conta como chegou à liderança e fala sobre os desafios da carreira

 

O varejo é uma das áreas que mais sofreram com as incertezas causadas pela pandemia de Covid-19. Para manter um clima positivo na empresa e fazer o máximo em um cenário imprevisível, um bom líder precisa saber como tratar a situação externa e também como acalmar ânimos e dar motivos para os colaboradores terem esperança no futuro.

Essa é a visão de Fábio Faccio, diretor-presidente da Lojas Renner, revelada durante live realizada pela Forbes na semana passada, na qual falou também sobre as iniciativas da empresa para minimizar os impactos da crise e sobre sua carreira, que começou há mais 21 anos, quando ingressou como trainee da empresa que dirige atualmente.

O executivo, que passou por várias posições na companhia até chegar ao cargo atual, diz que sempre precisou trabalhar muito para chegar até aqui. “Nada caiu do céu”, diz, revelando que hoje é uma pessoa feliz com a vida que leva: “Sou apaixonado pelos meus filhos, minha mulher, meu trabalho e meus amigos.” Mas nem sempre foi assim. Ele diz que não acertou logo de cara. “Na vida, a gente só aprende fazendo”, contou, revelando que escolheu a engenharia antes de se encontrar definitivamente na administração.

Além disso, Faccio teve que superar inúmeros desafios, entre eles, a timidez, e incrementar a capacidade de comunicação, já que morou um tempo no exterior e precisou trabalhar como vendedor, uma profissão na qual não tinha experiência, em um idioma que não dominava, o inglês. A vivência fora do Brasil ensinou o executivo a identificar o que o move: colocar seu conhecimento em prática e se desafiar. “Tudo aquilo que não executamos vira apenas uma curiosidade que aprendemos.”

Na sua opinião, é preciso ter paixão pelo trabalho, independentemente de qual seja ele. “Não é necessário querer chegar à presidência, mas sim fazer o que se gosta.” E é assim que Faccio encara seu emprego: como algo que traz felicidade e que, exatamente por isso, faz com que ele seja a melhor versão de si mesmo.

Para ele, um bom líder precisa ter o coletivo acima de seus interesses individuais. Dessa maneira, é possível conduzir o time ao sucesso e, consequentemente, atingir objetivos individuais no caminho: “Seja um aglutinador, pense no coletivo. O objetivo deve ser o do todo, não o pessoal.”

Ele continuou dizendo que, para assumir um papel de liderança, é essencial dominar as habilidades técnicas, mas sem deixar as soft skills de lado. Ou seja, ter bom desempenho analítico, mas saber também como tirar o melhor proveito das características de cada pessoa.

A PANDEMIA

Segundo Faccio, um dos projetos que mais ajudaram a empresa a se manter no jogo durante a crise foi o fortalecimento da presença online: “Hoje não existe alguém que esteja vivendo offline”, disse. Mesmo com a reabertura das lojas físicas, o executivo assegurou que a receita com as vendas digitais continua crescendo, especialmente pela conveniência.

Ele citou, ainda, o aprimoramento das operações de ecommerce com ferramentas como inteligência artificial, que ajudam as empresas a serem mais sustentáveis. “Colocamos o produto certo, na loja certa e na quantidade certa, ou seja, eliminamos o desperdício.” A ênfase dada ao assunto fez com que a empresa contratasse engenheiros e programadores para desenvolver ferramentas digitais mais eficientes para suas lojas.

Para Faccio, o mercado varejista de moda está começando a se recuperar. Sobre a Renner, especificamente, disse: “Conseguimos fazer mais com menos, com muito mais eficiência e criatividade”.

Em relação aos próximos passo, o executivo revelou que o objetivo é tornar a Renner uma referência internacional de moda. “O Brasil e o mundo precisam de bons exemplos. Meu sonho é que possamos ser um deles.” Para o executivo, é importante que todos os stakeholders ganhem com o crescimento das empresas, inclusive a sociedade.