Captação Ideal Engenharia
invista em startups
Eterna Crise

Argentina reduz impostos de exportação para impulsionar vendas em meio a crise

O país, que vive uma recessão com alta inflação desde 2018, reduzirá até o final do ano os impostos sobre a soja e derivados da oleaginosa para 30%, ante 33% atualmente, e as tarifas sobre bens minerais para 8%, versus 12% no momento.

02/10/2020 06h44
Por: Leonardo Brum
Fonte: Reuters
284
© Reuters. Navio carregado com grãos no porto de Rosario, Argentina
© Reuters. Navio carregado com grãos no porto de Rosario, Argentina

 

A Argentina informou nesta quinta-feira que vai reduzir os impostos sobre exportações de produtos industriais, minerais e agropecuários, com o objetivo de fomentar os embarques e gerar mais divisas em meio a uma prolongada crise econômica agravada pela pandemia de coronavírus.

O país, que vive uma recessão com alta inflação desde 2018, reduzirá até o final do ano os impostos sobre a soja e derivados da oleaginosa para 30%, ante 33% atualmente, e as tarifas sobre bens minerais para 8%, versus 12% no momento.

"Isso busca fortalecer a frente externa, fortalecer as reservas internacionais do país", disse o ministro da Economia argentino, Martín Guzmán, em entrevista coletiva.

A redução para as exportações industriais será escalonada de acordo com o tipo do produto, chegando a ser eliminada para muitos bens finais, na tentativa de acelerar a entrada de dólares e estabilizar um mercado de câmbio que passa por turbulências há semanas.

O ministro disse que também haverá benefícios para o setor de construção, além de restituições para exportações agrícolas de pequenos produtores.

(Reportagem de Eliana Raszewski e Nicolás Misculin)