invista em startups
Captação Ideal Engenharia
VVAR3

Via Varejo reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$ 590 milhões no trimestre

O resultado financeiro líquido da Via Varejo no trimestre ficou negativo em R$ 107 milhões, uma melhora de 55,4% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

20/11/2020 06h49
Por: Leonardo Brum
Fonte: Estadão
305

 

A Via Varejo (SA:VVAR3) registrou lucro líquido contábil de R$ 590 milhões no terceiro trimestre de 2020, revertendo prejuízo de R$ 346 milhões apurado no mesmo período de 2019. O resultado não recorrente teve lucro de R$ 490 milhões, ante prejuízo de R$ 138 milhões na mesma base de comparação.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Via Varejo entre julho e setembro ficou em R$ 1,120 bilhão, ante resultado negativo de R$ 97 milhões de um ano antes. No critério ajustado, o indicador somou R$ 1,196 milhões, um crescimento de 443,6% ante os R$ 220 milhões do terceiro trimestre do ano passado. A margem Ebitda ajustada saiu de 3,9% no ano passado para 15,3% neste ano.

"A melhora significativa da performance foi resultado da excepcional venda do canal online, da evolução das vendas nas lojas físicas e das ações de redução de despesas fixas e variáveis refletindo ganhos de alavancagem operacional", afirma a empresa em comentário que acompanha os números.

A receita líquida da empresa no terceiro trimestre somou R$ 7,812 bilhões, avanço de 37,3% ante o mesmo período de 2019. As vendas brutas de mercadorias (GMV, na sigla em inglês) somaram R$ 10,046 bilhões entre julho e setembro deste ano, avanço de 43,4% na comparação anual.

Segundo a companhia, o GMV do e-commerce foi de R$ 4,1 bilhões no trimestre, um avanço de 219% na comparação com o mesmo período de 2019. A receita bruta do online subiu 278%, segundo a companhia.

O resultado financeiro líquido da Via Varejo no trimestre ficou negativo em R$ 107 milhões, uma melhora de 55,4% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

A companhia encerrou setembro de 2020 com caixa líquido de R$ 3,366 bilhões, ante uma posição de R$ 2,901 bilhões em junho. A dívida financeira da Via Varejo fechou o trimestre em R$ 4,509 bilhões, praticamente estável em relação a junho.