invista em startups
Títulos

Estoque de títulos bancários cresceu 30% em 2020 impulsionado por CDBs, diz B3

O estoque de recibos de depósito bancário (RDBs) também subiu 68,35%, de R$ 74,617 bilhões para R$ 125,621 bilhões na mesma base de comparação.

08/01/2021 06h36
Por: Leonardo Brum
Fonte: Reuters
172

 

O estoque de títulos bancários cresceu 30% no ano passado, da marca de R$ 1,685 trilhão em 31 de dezembro de 2019 para R$ 2,2 trilhões em 31 de dezembro de 2020, conforme dados da B3. O forte crescimento foi puxado por certificados de depósito bancário (CDBs), cujo estoque aumentou 54,85% no período, de R$ 948 bilhões para R$ 1,468 trilhão.

O estoque de recibos de depósito bancário (RDBs) também subiu 68,35%, de R$ 74,617 bilhões para R$ 125,621 bilhões na mesma base de comparação.

Os depósitos a prazo com garantia especial (DPGE) tiveram uma expansão de R$ 24 bilhões no ano passado, sendo que registravam estoque de apenas R$ 656 milhões em 2019.

Na outra ponta, o estoque de letras de crédito do agronegócio (LCAs), de letras de crédito imobiliário (LCIs), de letras financeiras (LFs) e de letras de câmbio (LCs) terminaram 2020 com volume inferior ao registrado em 2019.