invista em startups
PETR4

Com avanço do covid, Petrobras muda escala de embarques

Essa é a segunda vez na pandemia em que a Petrobras adota a escala especial. A primeira foi há cerca de um ano, em março do ano passado.

06/04/2021 06h40
Por: Leonardo Brum
Fonte: Estadão
182

 

O avanço das contaminações por covid-19 nas plataformas de petróleo fez a Petrobras alterar temporariamente a escala dos empregados que trabalham embarcados em unidades marítimas. A medida visa fortalecer os cuidados com a saúde dos colaboradores em um momento crítico da pandemia.

Desde o início da doença, a empresa registra mais de 6 mil empregados contaminados, de um total de 46.416, sendo 5.667 já recuperados e 20 óbitos.

Segundo a companhia, a nova escala passa a ser de 21x28 + 21x35 dias, ou seja, dois embarques de 21 dias seguidos, respectivamente, por períodos de folga de 28 e de 35 dias. Essa escala será adotada temporariamente por um ciclo de 105 dias.

"Nesse período, o empregado fará dois embarques em vez de três, reduzindo em pelo menos 30% o fluxo de pessoas em deslocamento em aeroportos e rodoviárias", informou a Petrobras em nota.

A empresa explica que após o período de embarque, o empregado ficará mais dias em casa, o que também favorece o distanciamento social. "Além disso, estão sendo priorizados os serviços essenciais a bordo e está sendo reduzido o pessoal embarcado (POB) em todas as unidades offshore. A Petrobras recomendou que as empresas terceirizadas adotem medidas similares", disse a estatal.

Essa é a segunda vez na pandemia em que a Petrobras adota a escala especial. A primeira foi há cerca de um ano, em março do ano passado.