invista em startups
Cripto

Primeiro ETF de criptoativos do Brasil estreia hoje na B3

Negociado como HASH11, o ETF tem como referência o Nasdaq Crypto Index (NCI)

26/04/2021 07h01
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
249
Negociado como HASH11, o ETF tem como referência o Nasdaq Crypto Index (NCI)
Negociado como HASH11, o ETF tem como referência o Nasdaq Crypto Index (NCI)

 

A gestora Hashdex, em parceria com a Nasdaq, inicia hoje (26) na B3 as negociações do primeiro ETF de criptoativos do Brasil, o Hashdex Nasdaq Crypto Index Fundo de Índice, que tem como referência o Nasdaq Crypto Index (NCI) e será negociado sob o ticker HASH11. O ETF chegou a movimentar mais de R$ 615 milhões durante o período de reservas com os coordenadores antes da oferta, bem acima da projeção inicial de R$ 250 milhões, tornando-se o quinto maior ETF em renda variável da B3.

A liquidação da oferta foi realizada no último dia 22 e o valor de cada cota do fundo somou R$ 50, sendo R$ 47,02 por cota e R$ 2,98 de taxa de ingresso.

O fundo tem como política investir no mínimo de 95% em cotas do fundo de índice alvo ou em posições compradas no mercado futuro, de modo a refletir a performance do NCI.

A primeira emissão foi coordenada pela Genial, Banco Itaú e pelo BTG Pactual, com participação especial do BB Investimentos. Os demais agentes autorizados para a negociação do fundo são: Necton, Safra Corretora, Vitreo, Tullet Prebon, MyCap Investimentos, Easynvest, Órama Investimentos, Mirae Asset Global Investments, Guide, e Ativa Investimentos.

Os ETFs (Exchanged Traded Fund, na sigla em inglês) são fundos negociados em Bolsa, isto é, fundo de investimento que tem como referência para composição de sua carteira algum índice da Bolsa de Valores. Dentre as características dos ETFs, é importante destacar seu potencial de diversificação, a facilidade de negociação e a gestão passiva.