invista em startups
Franchising

O poder da comunicação em uma rede de franqueados

Há inúmeros formatos para disseminar conhecimento para uma rede de franqueados, desde reuniões para trocas de experiências a universidades corporativas online

18/06/2021 07h06
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
258
Há inúmeros formatos para disseminar conhecimento para uma rede de franqueados, desde reuniões para trocas de experiências a universidades corporativas online
Há inúmeros formatos para disseminar conhecimento para uma rede de franqueados, desde reuniões para trocas de experiências a universidades corporativas online

 

O franchising é protegido pela lei das franquias e, ao mesmo tempo, dotado de ferramentas que garantem que os segredos do negócio não sejam divulgados a não franqueados ou não membros do time de gestão. Isso não impede, porém, a saudável e necessária troca de experiências entre os franqueados e suas equipes, um movimento que vejo acontecer a cada dia, fomentando não só as melhores práticas de gestão como também abrindo caminho para a inovação dentro das organizações.

No franchising, a padronização de produtos e serviços não é só um elemento fundamental para o sucesso – talvez seja, efetivamente, a principal marca do modelo de negócio. E essa padronização só pode ser obtida por meio de uma comunicação muito eficiente em todas as esferas, nas mais diversas formas de contato entre franqueadores, franqueados e colaboradores.

Nessa linha de raciocínio, a realização de eventos, por parte de franqueados ou mesmo de multi franqueados, contribui – e muito – para um ambiente de cooperação, para a evolução das práticas da boa governança e para a profissionalização do setor. Tudo isso alinha-se, de forma virtuosa, gerando grande valor para os franqueados, tanto no que tange à satisfação dos consumidores como em relação ao valuation de seu negócio.

E a comunicação é vital para que se alcance os melhores resultados no treinamento dos franqueados e de seus respectivos times. Nesses treinamentos e capacitações, os franqueadores costumam criar comitês de franqueados líderes. Em tais grupos, a ideia é coletar as melhores contribuições, capazes de inspirar melhorias em produtos e serviços da rede e fomentar a adoção das melhores práticas entre os demais franqueados. Desta forma, consegue-se nivelar e elevar a qualidade dos serviços e produtos a todo instante, transformando a busca pela excelência em um processo permanente.

Os formatos para disseminação de conhecimentos em uma rede de franqueados vão desde as universidades corporativas online a reuniões regionais para troca de experiências, passando por grandes eventos anuais – como os encontros de franqueados. Em todos esses modelos, informações e know-how são transferidos por palestrantes e profissionais capacitados, com o objetivo de elevar o nível de conhecimento dos franqueados, contribuindo assim para o incremento de suas operações.

Minha recomendação para um bom suporte e treinamento aos franqueados passa por sua divisão em grupos, nos quais as unidades sejam divididas por variáveis, como o potencial da região, cidade ou estado onde atuam. Uma forma de medida desse potencial pode incluir indicadores que nivelem as franquias em condições comparáveis, para medir se elas estão conseguindo explorar o potencial daquela cidade ou bairro.

Normalmente, conseguimos chegar a cinco grupos e, a partir daí, estabelecemos modelos de comparação dos indicadores-chave de desempenho mais importantes, ajudando os franqueados a melhorarem seus resultados com base nos demais integrantes do seu grupo.

Uma forma muito interessante de se obter êxito nessa dinâmica é a de premiar os melhores dos grupos nas mais diversas variáveis – vendas, satisfação do consumidor, retenção, venda com recorrência, lucratividade, etc. –, gerando motivação e engajamento do time na busca pela melhoria da qualidade como um todo. Essas premiações podem ser financeiras, por meio de viagens, por exemplo, estimulando uma verdadeira competição saudável dentro da empresa.

Essa mesma dinâmica pode ser aplicada à rede de franqueados – as premiações costumam gerar estímulos em todos os aspectos, promovendo inclusive uma elevação da autoestima dos franqueados e fomentando o orgulho de pertencer à organização.

Em razão da pandemia, temos realizado todos esses processos de forma online, gerando rapidez e economia para os franqueadores e para os franqueados. E nunca estivemos tão verdadeiramente conectados como agora. Vivemos um momento em que franqueadores e franqueados precisam se manter muito próximos – ainda que não fisicamente –, norteando suas ações e medidas pela busca da plena satisfação do consumidor. E para isso não faltam ferramentas. Basta querer e saber utilizá-las.

Boas conexões e bons resultados para todos!

José Carlos Semenzato é presidente do conselho da SMZTO, fundo de private equity especializado em franquias, e um dos investidores do programa “Shark Tank Brasil”, da Sony Channel.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.