invista em startups
Bovino

Argentina anunciará acordo para volta da exportação de carne na semana que vem, dizem fontes

Os exportadores de carne estão negociando uma maneira de acabar com as proibições antes que os temores se estendam.

21/06/2021 06h53
Por: Leonardo Brum
Fonte: Reuters
67
© Reuters. Trabalhador em processador de carne na instalação Ecocarne, em São Fernando, Argentina. 26/06/2017 REUTERS/Marcos Brindicci
© Reuters. Trabalhador em processador de carne na instalação Ecocarne, em São Fernando, Argentina. 26/06/2017 REUTERS/Marcos Brindicci

 

A Argentina fechou um acordo com exportadores para reabrir parcialmente os embarques de carne após uma suspensão de um mês, e o anúncio da retomada está previsto para o início da semana que vem, disseram nesta sexta-feira duas fontes com conhecimento do assunto.

Quinto maior exportador de carne bovina do mundo, e importante fornecedor para a China, a Argentina suspendeu as exportações em meados de maio devido para conter o rápido aumento dos preços domésticas dos alimentos.

Os exportadores de carne estão negociando uma maneira de acabar com as proibições antes que os temores se estendam.

"Um acordo foi alcançado e será anunciado na terça-feira", disse uma fonte da indústria, envolvida diretamente nas negociações, que pediu para permanecer anônima devido à alta sensibilidade política do assunto.

O ministro de Produção, Matías Kulfas, disse à rádio local na quinta-feira que o acordo estava sendo finalizado e iria permitir reabertura parcial das exportações de carne, garantindo um amplo fornecimento doméstico.

Essa semana, a Reuters relatou que um acordo preliminar foi alcançado.

Nos 12 meses até abril, os preços da carne na Argentina dispararam 60%-70%, de acordo com dados oficiais. Nos quatro primeiros meses de 2021, 28,8% das 965.286 toneladas de carne produzida na Argentina foram exportadas, sendo 76,6% do total embarcados para a China.

(Por Jorge Otaola e Nicolas Misculin)