invista em startups
Aquisição

Nuvemshop adquire plataforma de logística para comércio eletrônico

A Nuvemshop quer aprimorar a experiência de compra, habilitar novos modelos de negócios e melhorar os resultados econômicos dos empreendedores parceiros

04/10/2021 06h37
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
172
A Nuvemshop quer aprimorar a experiência de compra, habilitar novos modelos de negócios e melhorar os resultados econômicos dos empreendedores parceiros
A Nuvemshop quer aprimorar a experiência de compra, habilitar novos modelos de negócios e melhorar os resultados econômicos dos empreendedores parceiros

 

A plataforma para criação de lojas virtuais Nuvemshop anunciou hoje (1) a compra da Mandaê, plataforma de logística que usa tecnologia para conectar pequenos e médios comércios eletrônicos com transportadoras e traçar a melhor rota para cada encomenda. A aquisição, de valor não divulgado, acontece menos de dois meses depois do aporte de US$ 500 milhões liderado pelos fundos norte-americanos Insight Partners e Tiger Global Management. “Integrar a Mandaê faz parte da estratégia de entregar mais soluções aos lojistas”, diz Santiago Sosa, CEO e cofundador da Nuvemshop.

Com a aquisição, a startup quer aprimorar a experiência de compra, habilitar novos modelos de negócios e melhorar os resultados econômicos dos empreendedores parceiros. “O objetivo é termos cada vez mais variedade para atender lojistas de todos os tamanhos, segmentos e geografias”, diz Sosa. Fundada em 2014, a Mandaê usa dados e algoritmos para indicar prazos de entrega, rastreamento dos envios, prevenção e tratativa de ocorrências, gestão online, entre outros. “Logística é um dos grandes desafios dos e-commerces na América Latina. A união com a Nuvemshop faz muito sentido, porque ambas empresas trabalham para tornar o comércio eletrônico mais eficiente”, diz Marcelo Fujimoto, CEO e cofundador da Mandaê.

Para a Nuvemshop, a aquisição faz parte do plano de crescimento. A companhia, que já opera no Brasil, México e Argentina, deve chegar à Colômbia ainda este ano e ao Chile e Peru em 2022. Com isso, a retailtech deve passar de 90 mil para 750 mil lojistas nos próximos cinco anos. “As soluções logísticas são peça-chave para o sucesso dos negócios online”, afirma Sosa. A Mandaê continuará atendendo seus parceiros e clientes, além da Nuvemshop.