invista em startups
Carreira

Das Havaianas para os games: a brasileira que vai liderar o marketing de Candy Crush

Fernanda Romano, ex-Alpargatas, assume desde Londres como CMO de um dos maiores jogos mobile do mundo, de propriedade da Activision Blizzard.

12/11/2021 06h52
Por: Leonardo Brum
Fonte: Forbes
157
Egressa da Alpargatas, Fernanda Romano vai assumir globalmente o marketing de Candy Crush (Crédito: Divulgação)
Egressa da Alpargatas, Fernanda Romano vai assumir globalmente o marketing de Candy Crush (Crédito: Divulgação)

 

Em sua passagem pela Alpargatas, onde cuidou das Havaianas, uma das marcas mais internacionais do Brasil, Fernanda Romano era responsável pela estratégia de marketing e vendas, mas, sobretudo, adicionava uma pitada de tecnologia em seus projetos. Geek assumida, Fernanda e equipe, junto com a agência Cheil, criaram uma ilha de Havaianas dentro de Fortnite, em abril deste ano. Já em maio, fez a marca estrear no mundo da NFTs, por meio de uma parceria com o artista brasileiro Adhemas Batista.

E essa paixão pela tecnologia foi o que a levou a aceitar o convite do também brasileiro Fernando Machado, CMO da Activision Blizzard, para assumir o marketing global de Candy Crush. O game possui mais de 250 milhões de usuários no mundo e 2 bilhões de downloads somente em uma década de existência, a ser completada em 2022. Vale lembrar que a King, desenvolvedora do mobile game, foi adquirida pela Activision Blizzard em 2015 por US$ 6 bilhões. Na nova função, Fernanda Romano atuará desde Londres. “Sou apaixonada por tecnologia e construção de marcas fortes, isso, por si, foi decisivo para que eu topasse o convite”, afirma.

Fernanda explica as diferenças entre cuidar de uma das marcas brasileiras mais conhecidas do mundo e um dos jogos mais baixados no mobile. “Quando cheguei na Alpargatas, uma das coisas que mais falávamos é que a marca era maior do que o negócio. No caso de Candy Crush é um negócio maior do que a marca. É um universo que vai muito além do jogo. São milhões de pessoas que levam a marca no bolso e isso possibilita uma série de oportunidades que conectam dados, tecnologia e entretenimento. Hoje, a revolução do streaming e a possibilidade de oferecer entretenimento a grandes massas é algo jamais visto e que vai ser ainda mais escalável”, destaca.

Ainda de acordo com Fernanda, além de Londres, a King possui operações em Estocolmo, Barcelona e Califórnia, além disso, o potencial do Brasil também o transforma em um país estratégico e com capacidade de alavancagem. A indústria de games deve movimentar mais de US$ 200 bilhões globalmente até 2030 e o mobile é parte considerável dessa fatia.

“Estamos muito entusiasmados com a presença de Fernanda em nossa equipe. Ela é incrivelmente apaixonada por ideias que permeiam a cultura pop e realmente tem o dedo no pulso do que está acontecendo lá fora. Sua paixão por ideias e criatividade é contagiante e essa combinação certamente ajudará a elevar o Candy Crush a novas alturas “, disse Fernando Machado, CMO da Activision Blizzard.

Em paralelo com sua posição na King, Fernanda também assume como conselheira do Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo. “O MIS é uma das propriedades mais interessantes, porém, subutilizadas da cidade. Eu fico feliz de poder ajudar o museu a pensar novas formas de atrair público e elevar seu perfil. A meu ver, a única coisa que move a humanidade é a cultura e museus são templos de cultura.”