invista em startups
CTC

CTC transfere plano de IPO para 2022

“A empresa está capitalizada e não temos a necessidade de fazer o IPO a qualquer preço. Continuamos conversando com os investidores para estarmos bem posicionados na hora que houver a oportunidade”, disse Rinaldo Pecchio Junior, diretor de relações com investidores do CTC.

16/11/2021 06h43
Por: Leonardo Brum
Fonte: Bloomberg Linea
55

 

O plano do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) de fazer sua oferta inicial de ações na bolsa vai ficar para o ano que vem. A ideia da companhia de biotecnologia era lançar os papéis neste ano, mas a dificuldade de compreensão de parte dos investidores sobre o negócio da empresa fez com que as melhores janelas fossem perdidas e o plano adiado.

“A empresa está capitalizada e não temos a necessidade de fazer o IPO a qualquer preço. Continuamos conversando com os investidores para estarmos bem posicionados na hora que houver a oportunidade”, disse Rinaldo Pecchio Junior, diretor de relações com investidores do CTC.

Hoje (12), o CTC anunciou seus resultados trimestrais. A empresa encerrou o segundo trimestre de seu ano safra 2022 com um lucro líquido de R$ 26,5 milhões, 15,4% abaixo do resultado obtido no mesmo período do ano passado. A queda no desempenho se deve, na verdade, a um segundo trimestre de 2021 inflado pela reversão de um passivo, referente a um contrato de subvenção Finep.

A receita do trimestre chegou aos R$ 102,2 milhões, 16% maior do que a registrada no mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado pelo aumento da participação de mercado da empresa e também pelo crescimento das vendas de variedades elite, de maior valor agregado, que já detêm mais da metade das vendas.

“No segundo trimestre do ano passado o mercado ainda estava deprimido pela pandemia. Neste ano, fizemos investimentos adicionais em testes, sementes e biotecnologia, o que acabou por elevar nossas despesas. Contudo, essas são despesas que, além de estarem dentro do orçamento planejado, vão proporcionar um aumento das receitas no futuro”, disse Pecchio.

Os custos de pesquisa e desenvolvimento do trimestre somaram R$ 34,9 milhões, crescimento de 17,7%. O CTC aumentou o quadro de pesquisadores da área de biotecnologia e sementes, em razão do ritmo das pesquisas em andamento.