invista em startups
Oil

Preços do petróleo avançam 1% com relatos de que Opep+ poderia reavaliar produção

Os preços do petróleo Brent e WTI caíram mais de 1 dólar no início do pregão, atingindo a mínima desde 1º de outubro.

23/11/2021 06h35
Por: Leonardo Brum
Fonte: Reuters
62
© Reuters. Bomba de petróleo em Midland, no Texas, EUA. 22/08/2018 REUTERS/Nick Oxford
© Reuters. Bomba de petróleo em Midland, no Texas, EUA. 22/08/2018 REUTERS/Nick Oxford

 

Os preços do petróleo subiram nesta segunda-feira, se recuperando das perdas recentes, diante de relatos de que a Opep+ poderia ajustar os planos para aumentar a produção de petróleo caso grandes países consumidores liberem petróleo de suas reservas ou se a pandemia de coronavírus diminuir a demanda.

Os futuros do petróleo Brent subiram 0,81 dólar, ou 1%, para fechar a 79,70 dólares o barril. O petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,81 dólar, ou 1%, para fechar a 76,75 dólares o barril.

Os preços do petróleo Brent e WTI caíram mais de 1 dólar no início do pregão, atingindo a mínima desde 1º de outubro.

Autoridades japonesas e indianas estão trabalhando em maneiras de liberar as reservas nacionais de petróleo bruto em conjunto com os Estados Unidos e outras grandes economias para reduzir os preços, disseram à Reuters sete fontes governamentais com conhecimento dos planos.

As discussões ocorreram depois que o governo dos Estados Unidos não conseguiu persuadir a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, incluindo a Rússia, conhecida como Opep+, a bombear mais petróleo, com grandes produtores argumentando que o mundo não tinha falta de petróleo.

O grupo produtor concordou este mês em seguir os planos de aumentar a produção de petróleo em 400 mil barris por dia (bpd) a partir de dezembro.

(Reportagem adicional de Bozorgmehr Sharafedin em Londres, Sonali Paul, Naveen Thukral e Florence Tan em Cingapura, Aaron Sheldrick em Tóquio)